Buscar este blog

lunes, 29 de abril de 2013

Regionais: A soja safrinha está sendo consumida pela ferrugem. E agora? - EXCLUSIVO


O plantio da soja de segunda safra ou simplesmente "soja safrinha" é uma prática não recomendada e com consequências subestimadas pelos produtores de Katuete e região, que vem sofrendo ciclo após ciclo com os elevados danos causados por alguma praga ou doença relacionado à cultura, como é o caso do percevejo marrom (Euschistus heros) e mais recentemente a lagarta da maçã (Heliothis virescens e Helicoverpa zea).

Mas nesta safrinha, o que está tirando o sono de produtores e técnicos é a já conhecida ferrugem asiática da soja
(Phakopsora pachyrhizie). Em virtude da extensa área ocupada pela cultura neste ano, da presença elevada do inóculo, do ambiente propício (umidade elevada, presença de orvalho e temperatura amena) e da falha de alguns produtores na prevenção e controle fez com que a pressão da doença torna o controle um desafio, que normalmente não é superado sem danos expressivos na lavoura, isto é, perda de produtividade e aumento nos custos de produção.

Se for calculado além do custo financeiro os danos no sistema de produção, como no balanço de palha (Matéria Orgânica), manutenção de doenças, aumento na pressão de pragas e a ausência de rotação, além de todo o trabalho de campo e o sono perdido, poucos continuariam apostando na soja fora da época recomendada.

Estamos todos esperando um novo fungicida com maior eficiência, um inseticida que controle satisfatoriamente as principais lagartas e algum produto novo, qualquer um, para auxiliar no controle dos percevejos, que estão cada vez mais resistentes, mas ficam duas perguntas geralmente ocultas:

Quem se preocupa em fazer a sua parte para manter cada uma destas pragas ou doenças dentro do nível de controle?

Quem fala em rotação de culturas, adubação verde ou manejo integrado de pragas e doenças?

É, parece que nós também somos grandes causadores dos nossos próprios problemas...

Por: Canal Agro Paraguay

No hay comentarios.:

Publicar un comentario