Buscar este blog

lunes, 1 de octubre de 2012

Informação Técnica: Importância das Propriedades Físicas do Solo - NA SALA COM GISMONTI


No solo encontramos sólidos, líquidos e gases. Os sólidos são considerados a "reserva de nutrientes". Os nutrientes são liberados para serem disponibilizados pelas plantas. A parte líquida, a solução do solo, é a fonte de água que carrega os nutrientes ao alcance das raízes das plantas. Um solo é formado de 45% de sólidos, 25% de líquidos, 25% de ar e 5% de matéria orgânica.

A parte sólida do solo é constituída de materiais orgânicos e minerais. Os orgânicos são restos de culturas e outros materiais de origem orgânica, e  são chamados de "húmus". A matéria orgânica é a principal constituinte, agindo na CTC, na capacidade de absorção e retenção de água e na estrutura física do solo.

Porosidade de um solo são os espaços ocupados pela água e pelo ar. Os poros de um solo são classificados em "macroporos" e "microporos". Os macroporos são responsáveis pela condução da água, e os microporos pelo armazenamento. A porosidade de um solo varia de 40 a 60%.

Densidade de um solo é determinada em laboratório. Ela avalia o grau de compactação do solo. Aumento na densidade do solo significa um solo compactado, pelo excesso de trabalho mecânico como o preparo do solo e plantio, ou tráfego intenso de máquinas pesadas, em épocas de muita umidade.

Nos solos compactados há uma resistência do mesmo à penetração do sistema radicular, que encontra dificuldades para se desenvolver. O processo de respiração das raízes é dificultado. Os solos compactados criam problemas na absorção de fósforo (P) e zinco (Zn), que mostram-se maior nos solos argilosos. Os solos arenosos estão sujeitos à erosão, pela baixa estabilidade dos agregados. Os solos siltosos são suscetíveis à erosão e provocam encrostamento superficial, diminuindo a infiltração da água.

Os coloides do solo apresentam cargas negativas. Então, eles podem atrair e reter partículas com cargas positivas. É o princípio de que pólos diferentes se atraem e pólos iguais se repelem. Como as cargas negativas atraem as cargas positivas, a forma N-nítrica lixivia mais facilmente (cargas negativas iguais se repelem), enquanto o N-amoniacal (cargas diferentes) não lixivia tão facilmente. Como a carga negativa do N-nítrico é fraca, ele não é retido no solo ficando livre na solução do solo, sendo absorvido pela planta, enquanto outra parte é lixiviada. Num solo, as cargas elétricas negativas estão em maior quantidade do que as cargas positivas.

Para agregar um solo, deve-se lançar mão da matéria orgânica, aumentando o seu teor no solo. Isto pode ser feito através da adubação orgânica e do plantio direto, principalmente em solos arenosos. No sistema convencional, o preparo do solo e plantio devem ser realizados quando o solo estiver úmido (friável). Solos seco ou molhado (pegajoso) não são recomendados  para as operações mecânicos.

A matéria orgânica funciona como um condicionador do solo, diminuindo a dureza, a plasticidade e a pegajosidade. Aqui, a recomendação é o cultivo mínimo e, melhor, o plantio direto. No plantio direto não há preparo do solo, há manutenção da palhada que recicla os nutrientes para a cultura seguinte, diminuindo o emprego de fertilizantes químicos e mantendo altas produtividades.

Fonte: Na Sala com Gismonti

No hay comentarios.:

Publicar un comentario