Buscar este blog

miércoles, 5 de septiembre de 2012

Informação Técnica: Por que se aplica mais fertilizante fosfatado no solo? - NA SALA COM GISMONTI


O trio NPK são os nutrientes absorvidos em maiores quantidades pelas plantas, principalmente o N e o K. O fósforo (P), apesar de ser importante para o desenvolvimento da planta, ele é absorvido em menor  quantidade. Mas, nas formulações de fertilizantes NPK o fósforo aparece em maior percentagem, por exemplo: 05-30-15; 04-14-08; 06-24-12; 10-30-10, etc. Por quê?

Porquê o fósforo, no solo, sofre uma série de reações - fixação, adsorção, imobilização e assimilação. Do  total do fertilizante fosfatado aplicado ao solo, apenas 15 a 30% é aproveitado pela planta. Não confunda, aqui, consumo com aproveitamento. São diferentes.
Uma planta necessita 30 kg/ha de P2O5. Se for aplicado 70 kg/ha de supertriplo, as necessidades das plantas estariam satisfeitas, pois haveria um perfeito consumo do fósforo. Mas devido aos processos que se verificam no solo, que acarretam um aproveitamento de 15 a 30% do fosfatado aplicado, a planta aproveitaria somente de 6 a 13,5 kg dos 70 quilos de supertriplo. Portanto, haveria uma deficiência de fósforo no solo em virtude de que o consumo exigido pela planta não é satisfeito pela baixa eficiência do fosfatado no solo. Então, para satisfazer a absorção destes 30 kg/ha de P2O5, torna-se necessário a aplicação de mais fósforo.

Este é o motivo porque as formulações de fertilizantes têm a maior percentagem de P em relação ao N e K. É preciso colocar mais fósforo para atender o consumo da planta face ao aproveitamento do fertilizante fosfatado no solo.

No solo, o fósforo é pouco móvel o que impede uma lixiviação do mesmo. Entretanto, em solos que não são adotadas práticas conservacionistas, o fósforo é carregado pela erosão, junto com a camada superficial, provocada pela chuva ou vento. Nesta camada superficial,estão contido os nutrientes e grande quantidade de matéria orgânica, provocando uma exaustão da fertilidade. A aplicação de fósforo é fundamental para as culturas e um suprimento adequado deve estar presenta no momento da germinação da semente. Principalmente nas culturas de ciclo curto.

No solo encontramos quatro formas de fósforo:

FIXADO - é o fósforo combinado com cálcio, ferro e alumínio formando compostos insolúveis não aproveitáveis pelas plantas. Nos solos ácidos, encontramos fósforo na forma de fosfatos de ferro e alumínio. A calagem, neutralizando a acidez do solo, libera o fósforo;

IMOBILIZADO - é o fósforo que se apresenta na forma orgânica, portanto, não assimilável para as plantas. Pela mineralização da matéria orgânica o fósforo fica disponível;

ADSORVIDO - é o fósforo adsorvido aos coloides do solo e, por processos de troca com as raízes das plantas, torna-se disponível;

ASSIMILÁVEL - é o fósforo encontrado na solução do solo e prontamente disponível para as plantas.
O fósforo disponível provém das formas de fósforo adsorvido mais fósforo assimilável.
Nos solos alcalinos, o fosfato está ligado ao cálcio.

Fonte: Na Sala com Gismonti

No hay comentarios.:

Publicar un comentario