Buscar este blog

jueves, 28 de junio de 2012

Artigo: Compactação do solo no desenvolvimento radicular e na produtividade da soja

No excelente trabalho publicado por Amauri Nelson Beulter e José Frederico Centurion na Pesquisa Agropecuaria Brasileira (v39, n.6, p.581-588) em junho de 2004, foi avaliado o efeito da compactação do solo no desenvolvimento radicular e na produtividade da soja. Para isto, simulou-se a compactação com passadas de um trator sobre a superfície do solo.

O resultado pode ser visto no desenvolver do artigo, disponível vía Scielo e que pode ser baixado clicando neste link.

De forma a antecipar o conteúdo, segue abaixo o resumo original do trabalho em questão:

martes, 19 de junio de 2012

Notícia: Fazenda campeã em produtividade investe no solo e no cultivo diversificado - GAZETA DO POVO

Mutuca atinge 6 mil quilos por hectare de soja em área monitorada. Média de 4,5 mil kg/ha fica 70% acima da marca nacional.

Investir para ganhar mais. Essa fórmula pode ser considerada a “chave” dos altos índices de produtividade alcançados na fazenda Mutuca, em Arapoti (Norte Pioneiro), apontada como líder em rendimento por hectare no Sul do país. O plantio direto na palha e a manutenção do solo sempre des­­compactado também são estratégias na propriedade.

Na semana passada, a fazenda, propriedade de José Bento Azambuja Germano, conquistou a primeira colocação regional e a segunda nacional no Desafio de Produtividade Máxima do Comitê Estratégico Soja Bra­­sil (Cesb).
 

jueves, 14 de junio de 2012

Notícia: África se torna nova aposta - GAZETA DIGITAL


Produção agrícola no continente africano foi debatida durante o 6º Congresso Brasileiro de Soja nesta quarta-feira (13), em Cuiabá. Experiência tem despertado o interesse de um número cada vez maior de produtores mato-grossenses, que têm no grupo Pinesso um dos pioneiros na produção naquele país. Em Mato Grosso o grupo cultiva 120 mil hectares com soja, milho e algodão, além de produzir nos estados de Mato Grosso do Sul e Piauí.

Expansão para o continente africano aconteceu em 2009 por meio de projeto piloto, numa área de 500 hectares, divididos entre 400 (ha) de algodão e 100 (ha) de soja, após convite do governo sudanês. Nesta safra, o plantio de soja e algodão (que começou esta semana) irá envolver 35 mil hectares, sendo 30 mil (ha) no Sudão e 5 mil (ha) em Moçambique, informa o diretor agrícola do grupo Pinesso, Luiz Carlos Bueno.

Informação: Porque uma lavoura de milho queimou com a geada e outra não? - EXCLUSIVO


Quem ja chegou a deparar-se com uma cena semelhante a essa? Dois híbridos distintos, lado a lado, um está danificado pela formação da geada e o outro não!


Normalmente nesta hora a resposta que vem em mente é que um híbrido comercial de determinada sementeira é melhor, ou tolera mais a geada. Mas não necessáriamente este é o fator decisivo.

miércoles, 6 de junio de 2012

Curiosidade: Pé de soja de três metros e quase 9 mil vagens vence concurso em Mato Grosso - AGRODEBATE



Das terras do agricultor Benito Fortuna, de 52 anos, cresceu um pé de soja gigante de três metros de altura e quase nove mil vagens. A planta acabou premiada na 5ª edição do concurso do Pé de Soja Gigante, realizado em Santa Carmem, a 530 quilômetros de Cuiabá.

Em entrevista ao Agrodebate, Fortuna revelou que o segredo da produção de um pé gigante de soja está na genética aperfeiçoada das sementes. Depois de quatro participações frustradas no concurso, o agricultor conseguiu levar o primeiro lugar neste ano e como prêmio, uma televisão de 32 polegadas e mais um home teather.