Buscar este blog

miércoles, 9 de mayo de 2012

Encarte Técnico: Seja o doutor do seu milho - 2ª Ed.

Comentário: Esta é uma versão revisada e atualizada do artigo Seja o doutor do seu milho que foi publicada a um bom tempo e ainda segue muito atual, informações claras, precisas e objetivas. É uma ótima ferramenta para ajudar no diagnóstico nutricional da cultura e pode ser de grande utilidade aos produtores e técnicos de campo.

Abaixo a introdução do artigo:

INTRODUÇÃO
Apesar do alto potencial produtivo da cultura do
milho, evidenciado por produtividades de 10 e de
70 t/ha de grãos e forragem, respectivamente,
alcançadas no Brasil em condições experimentais e por agricultores
que adotam tecnologias adequadas, o que se observa na prática é
que sua produção é muito baixa e irregular: 2,0 a 3,0 t de grãos/ha
e 10,0 a 45,0 t de massa verde/ha.
Considera-se que a fertilidade do solo seja um dos principais
fatores responsáveis por essa baixa produtividade das áreas

destinadas tanto para a produção de grãos como de forragem. Esse
fato não se deve apenas aos baixos níveis de nutrientes presentes
nos solos, mas também ao uso inadequado de calagem e adubações,
principalmente com nitrogênio e potássio, e também à alta
capacidade extrativa do milho colhido para produção de forragem.
A cultura do milho apresenta grandes diferenças no uso de
fertilizantes entre as várias regiões do país.

Faça download do artigo na íntegra em pdf clicando aqui.

No hay comentarios.:

Publicar un comentario